13.2 C
Ouro Branco

Moraes dá 48 horas para Bolsonaro explicar visita a embaixada, diz defesa do ex-presidente

Anúncios

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes deu 48 horas para que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) explique sua visita à embaixada da Hungria, em Brasília.

A informação é do advogado do ex-presidente, Fabio Wajngarten. A CNN tenta contato com o STF para confirmar a declaração de Wajngarten.

Bolsonaro ficou de 12 a 14 de fevereiro na embaixada. A informação foi revelada pelo jornal americano “The New York Times”.

A Polícia Federal (PF) vai investigar a permanência do ex-presidente na embaixada. Alvo de investigações criminais no STF, Bolsonaro não poderia ser preso em uma embaixada estrangeira porque estaria legalmente fora do alcance das autoridades brasileiras.

A defesa de Bolsonaro confirmou que o ex-presidente ficou hospedado na embaixada com o objetivo de manter contatos com autoridades do país. Os advogados afirmam que o ex-presidente mantém bom relacionamento com o primeiro-ministro Viktor Orbán.

“Nos dias em que esteve hospedado na embaixada, a convite, o ex-presidente brasileiro conversou com inúmeras autoridades do país amigo atualizando os cenários políticos das duas nações”, diz a nota da defesa.

Os advogados afirmam ainda que quaisquer interpretações que extrapolem essas informações repassadas pela defesa constituem “evidente obra ficcional”, sem relação com a realidade dos fatos e “mais um rol de fake news”.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos