OURO BRANCO: Saúde Básica do município em queda livre nos indicadores do Previne Brasil

As boas colocações atingidas em anos anteriores no ranking do Previne Brasil são atribuídas aos investimentos progressivo realizado pela ex-Prefeita Fátima Silva, que, ao longo de seus mandatos, promoveu melhorias significativas na saúde básica local.

No primeiro quadrimestre de 2022, a Saúde Básica de Ouro Branco estava em ascensão, ocupando o 1º lugar na região do Seridó e o 3º lugar no ranking estadual, segundo os Resultados dos Indicadores do Programa Previne Brasil. No entanto, a qualidade da Saúde Básica vem piorando no município desde o segundo quadrimestre de 2022, segundo dados do Previne Brasil, no último quadrimestre de 2022 o município passou de 1º para 5º na região do Seridó e de 3º para 35º no estado do Rio Grande do Norte.

No entanto, o cenário mudou drasticamente para pior em 2023, no primeiro quadrimestre do ano. Ouro Branco despencou nos Indicadores do Programa Previne Brasil, caindo da 35ª para a 64ª posição no estado e da 5ª para a 9ª posição na região do Seridó.

Ranking Resultado Previne Brasil Q1- 2023 by OB News on Scribd

Essa queda acentuada nas classificações revela uma preocupante deterioração na qualidade da atenção primária à saúde no município. As boas colocações no Previne Brasil em anos anteriores são atribuídas ao investimento progressivo realizado pela ex-Prefeita Fátima Silva, que, ao longo de seus mandatos, promoveu melhorias significativas na saúde básica local.

A comunidade de Ouro Branco agora enfrenta o desafio de manter e recuperar os níveis de excelência que eram característicos da gestão anterior. A queda nos indicadores destaca a necessidade urgente de ações efetivas para garantir a qualidade dos serviços de saúde prestados à população.

SOBRE O PREVINE BRASIL

O programa foi lançado para mudar a forma como o Governo Federal distribui recursos aos municípios para cuidar de mais brasileiros no SUS

O programa Previne Brasil promove uma verdadeira reestruturação na forma que o Governo Federal distribui recursos para os municípios. Agora, ganha mais quem cuida mais da saúde dos brasileiros.

A conta é simples: pela capacidade de atendimento das 43 mil Equipes de Saúde da Família, 140 milhões de pessoas deveriam estar sendo acompanhadas pelos serviços de saúde da Atenção Primária, que cuida dos problemas mais frequentes dos brasileiros, como diabetes e hipertensão através de consultas médicas, exames e vacinação.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading