14.7 C
Ouro Branco

Em clássico movimentado, Vasco vence o Flamengo com golaço de Puma Rodríguez

Anúncios

Puma Rodríguez marca o único gol do Clássico dos Milhões, que deixa o Cruz-Maltino dependendo só de si para avançar na Taça Guanabara. Rubro-Negro segue na liderança

Em clássico movimentado, Vasco vence Flamengo com golaço

Maracanã lotado e um jogo cheio de alternativas: Flamengo Vasco fizeram  um clássico daqueles neste domingo, pela 10ª rodada da Taça Guanabara. O desfecho foi com festa cruz-maltina: com um golaço de Puma Rodríguez,  o time de São Januário venceu por 1 a 0 e quebrou uma sequência de três jogos sem vencer o adversário. É a primeira vitória do Vasco no clássico desde abril de 2021.

O resultado levou o Vasco aos 20 pontos na Taça Guanabara. Assim, o time de Maurício Barbieri vai para a última rodada do turno dependendo apenas de si. O jogo é contra o Bangu, na quinta. O Flamengo, líder com 22, encara o Fluminense, na quarta, e garante o primeiro lugar com um empate.

PRIMEIRO MOVIMENTADO E DE ALTERNÂNCIAS!

O ambiente no Maracanã, com mais de 69 mil torcedores, não dava outra alternativa aos times se não atuar com muita intensidade desde o apito inicial. E assim foi. O Flamengo, novamente atuando com um linha de três defensores, foi quem tomou a iniciativa. Um Arrascaeta “ligado” acertou a trave de Léo Jardim logo aos dois minutos. Foi dos pés do uruguaio que saiu o passe para Gabigol na melhor chance do primeiro tempo, mas o goleiro adversário defendeu o chute do camisa 10.

A maior posse de bola (61%) e o número de finalizações expressivo (14 do Flamengo contra três do Vasco) não significaram um jogo sob controle para o time de Vítor Pereira. Se a formação rubro-negra anulou as subidas de Piton e Pumita, preocupados com os avanços de Varela e Ayrton Lucas, o time de Maurício Barbieri produziu os melhores lances em escapadas velozes, principalmente pelo lado direito. Foi por ali que Pec, aos 12, encontrou Pedro Raul na entrada da área. O centroavante girou em cima da marcação e finalizou forte, balançando a trave do goleiro Santos.

BOLAS NA TRAVE: DOIS A UM PARA O VASCO

Na sequência, em lance iniciado da mesma forma, Pedro Raul recebeu de Alex Teixeira dentro da área e finalizou por cima. Foi o melhor momento do Cruz-Maltino no primeiro tempo, dominando o jogo até a pausa para hidratação. Depois dos 20 minutos, o Flamengo reassumiu o domínio das ações, mas teve dificuldade para entrar na área. Assim, passou a arriscar de fora – sem sucesso.

E aos 23, em cobrança de falta de Alex Teixeira, Pedro Raul voltou a acertar a trave de Santos, ao subir mais alto que a zaga rubro-negra. Até o intervalo, as chances claras não mais aconteceram.

INÍCIO ELETRIZANTE E VASCO NA FRENTE!

Na volta do intervalo, Vítor Pereira foi obrigado a lançar Everton Cebolinha no lugar de Thiago Maia, que sofreu uma pancada no pé esquerdo. A mudança fez o Flamengo voltar a atuar com uma linha de quatro na defesa, dando menos liberdade aos laterais. E, logo aos três minutos, Pumita Rodríguez teve a primeira chance de ir ao ataque e marcou um golaço. A zaga rubro-negra afastou cruzamento, mas o uruguaio do Vasco, de primeira, acertou um chutaço, sem chances para Santos.

Aos seis, o Flamengo quase empatou. Gabigol tentou uma meia-bicicleta após Everton Ribeiro escorar cruzamento na segunda trave, mas a bola saiu à direita da meta de Léo Jardim. O time de Vítor Pereira ensaiou uma pressão, e os técnicos mexeram nas equipes antes da parada técnica.

SANTOS DEFENDE PÊNALTI E ‘SALVA’ AYRTON LUCAS!

A pausa novamente fez bem ao Vasco, que aproveitou a desatenção do Flamengo para ir ao ataque. Após disputa, a bola ficou viva na área rubro-negra e Ayrton Lucas, pressionado por Pec, vacilou e cometeu pênalti em Marlon Gomes. Pedro Raul foi para a bola, mas cobrou mal: Santos defendeu.

A defesa levantou a moral do Flamengo, que, já com os jovens França e Gonçalves em campo, partiu para cima do Vasco. O time de Barbieri não conseguiu mais reequilibrar o jogo, mesmo após as entradas de Figueiredo, Nenê e Barros. Aos poucos, o Cruz-Maltino foi empurrado para a defesa.

LÉO JARDIM RESISTE, E VASCO VENCE!

Apesar de ocupar o campo ofensivo, o Flamengo demorou a ameaçar, de fato, o gol de Léo Jardim. A primeira grande chance veio aos 34, com chute de fora da área de Everton Cebolinha. Na sequência, Matheus Gonçalves deu ótimo toque por elevação e Gabi dividiu com Léo Jardim. Nos dois lances, a participação de Léo Jardim foi decisiva para o Vasco seguir em vantagem no placar.

Aos 41, foi a vez de Gabigol arriscar da entrada da área. A finalização tinha endereço certo, mas o camisa 1 se esticou todo e foi lá conferir, mais uma vez, para evitar o gol de empate do Flamengo.

A bola ficou com o Rubro-Negro até o fim, mas a festa foi do Cruz-Maltino após o apito final.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0X1 VASCO

Estádio:
 Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 5 de março, às 18h10
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Netto Corrêa Farinha
Árbitro de vídeo: Carlos Eduardo Nunes Braga
Renda/Público: R$ 5.007.752,50 / 64.727 pagantes / 69.020 presentes

Gols: Puma Rodríguez (0-1, 3’/2ºT)

Cartão amarelo: Gerson e Ayrton Lucas (FLA); Lucas Piton, Léo, Jair, Capasso e Nenê (VAS)
Cartão vermelho: Não houve.

FLAMENGO (Técnico: Vítor Pereira)

Santos; Fabrício Bruno, David Luiz (Pablo, 33’/2ºT) e Thiago Maia (Everton Cebolinha, Intervalo); Varela (Matheuzinho, 19’/2ºT), Gerson, Vidal (Matheus Gonçalves, 29’/2ºT) e Ayrton Lucas; Everton Ribeiro (Matheus França, 19’/2ºT), Arrascaeta e Gabigol.

VASCO (Técnico: Maurício Barbieri)

Léo Jardim; Puma Rodríguez, Miranda (Capasso, 39’/1ºT), Léo e Lucas Piton; Rodrigo (Marlon Gomes, 15’/2ºT), Andrey Santos e Jair (Barros, 28’/2ºT); Gabriel Pec Figueiredo, 28’/2ºT), Alex Teixeira (Nenê, 28’/2ºT) e Pedro Raul. 

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos