19.7 C
Ouro Branco

Fogo amigo do PT volta a incomodar aliados de Lula

Anúncios

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que a nova regra fiscal formulada pelo governo será apresentada após sua viagem à China, que contará com a presença do ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT).

A previsão de retorno da delegação brasileira é o dia 31 de março, então a divulgação ficará para abril. A fala de Lula foi feita em entrevista ao canal Brasil 247.

Assim, será evitado que o arcabouço seja apresentado e fique “sem defesa”, inclusive de “fogo amigo” de integrantes do PT, pois tanto o presidente quanto do ministro da Fazenda estarão fora do país.

Fontes do governo disseram a Daniela Lima, âncora da CNN, que a administração federal está sendo cobrada a fazer entregas e precisa lidar com “bateção de cabeça”.

Porém, quando a cúpula do PT critica medidas adotadas pelo próprio presidente ou a integrantes do governo, o volume dos questionamentos aumenta. A resposta da fonte foi que dessa vez “não estão entendendo nada”.

Justificativa de Lula

Internamente, uma justificativa apresentada é que seria necessário dialogar mais com a esquerda. Entretanto, conforme apurou Leandro Resende, analista de Política da CNN, com um dirigente nacional do PT, o risco é cometer o mesmo erro de Dilma Rousseff no segundo mandato.

Seria necessário ter em mente como ocorreu a última eleição, que demandou diálogo com diversas frentes e uma frente ampla para que o PT vencesse.

Sem base de apoio necessária para a aprovação de projetos importantes no Congresso, o fogo amigo aumenta ainda mais essa dificuldade.

*publicado por Tiago Tortella, da CNN

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos