VÍDEO: Aeronave quase atinge banhistas ao fazer pouso irregular no meio da praia

Uma aeronave ultraleve foi vista dando rasantes e quase atingindo banhistas em praias de Bertioga, no litoral de São Paulo. Em imagens obtidas pelo g1, nesta segunda-feira (18), é possível ver que a aeronave se aproxima da faixa de areia e faz pequenos passeios antes de pousar. Segundo a Prefeitura de Bertioga, a aeronave não tinha autorização e a atividade foi realizada de forma irregular.

Uma mulher que tem casa no Residencial Guaratuba, dentro da praia de mesmo nome, disse à reportagem que levou um susto ao ver a aeronave. Ela saiu para caminhar, durante o último fim de semana, quando notou o ultraleve no ar.

“Na realidade, eu tomei um susto. Ele não faz muito barulho, e de repente eu vi o avião vindo, baixo, baixo, baixo, e pousando na faixa de areia”, contou.

Primeiro, o piloto realizou alguns pousos na faixa de areia entre o condomínio e o Rio Itaguaré, que se encontra com o mar da Praia de Guaratuba. Depois, ele cruzou a ‘divisa’ para a Praia de Itaguaré, onde pousou na areia da área sem casas e banhistas.

De acordo com a mulher ouvida pelo g1, o avião deu voltas em círculos em passeios que duravam entre dois e três minutos. Havia pessoas a bordo, mas ela não sabe precisar quantas. “Depois que ele percebeu que eu filmei, passou a decolar e pousar na faixa, após a entrada do rio”, relatou.

Quando ela enviou os vídeos para outras pessoas do condomínio, os moradores também contaram ter visto a mesma aeronave em ocasiões anteriores e afirmaram terem feito o mesmo tipo de registro no domingo (17).

Irregular

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o piloto deve ter certidão de cadastro de aerodesportista regulamentada. É proibido pousar na faixa de areia, exceto em situações emergenciais.

Segundo a Secretaria de Turismo e Cultura de Bertioga, o decreto nº 3.899 de 1º de abril de 2022 proíbe a decolagem e pouso de ultraleves, parapentes, paragliders e quaisquer outros tipos de equipamentos de voo livre nas áreas públicas da cidade sem autorização da pasta.

O Departamento de Turismo ressaltou que não recebeu solicitação de autorização para esse tipo de atividade. Sendo assim, essa atividade foi realizada completamente de forma irregular.

A prefeitura ressaltou que as Secretarias Municipais de Turismo e Cultura, Meio Ambiente, e Segurança e Mobilidade são responsáveis pelo que ocorre em solo bertioguense. Quando o avião está voando, no entanto, a fiscalização é da ANAC.

Procurada, a Polícia Militar disse que não houve acionamento para atender ocorrências relacionadas à aeronave.

O g1 questionou a ANAC sobre a procedência do avião e uma possível irregularidade na matrícula. Em nota, a Anac respondeu que, pela imagem, não há como certificar sobre a suposta matrícula da aeronave e que o responsável pelo controle do tráfego aéreo no território brasileiro é o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea).

Fonte: g1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading