19.7 C
Ouro Branco

Polícia Civil prende suspeito de participar da morte de comerciante no interior do RN

Anúncios

Crime aconteceu na cidade Luís Gomes, em maio, e homem de 25 anos foi detido em Apodi nesta terça (20). Outro suspeito de cometer o assassinato segue foragido.

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (20) um dos suspeitos de participar do assassinato do comerciante José Wagner Ferreira de Almeida, de 40 anos, no município de Luís Gomes, na Região Alto Oeste do Rio Grande do Norte. O crime aconteceu no dia 3 de maio na casa da própria vítima, onde estavam também o filho e a esposa.

O suspeito de 25 anos é natural do município de Tenente Ananias, mas foi detido em Apodi, na Região Central do estado. A Polícia Civil conseguiu encontrá-lo quando uma parente dele, que chegou do município de Sousa (PB), decidiu visitá-lo.

Havia contra o suspeito dois mandados de prisão em aberto: um pelo homicídio contra o comerciante em Luís Gomes e outro por tráfico de drogas na cidade de Marcelino Vieira. As equipes da Polícia Civil das duas cidades, e também de Sousa (PB), participaram da prisão.

“A equipe de investigação tomou conhecimento que ele estava foragido na cidade de Apodi. Então, as três equipes que participaram do cumprimento desse mandato vieram até a cidade e realizaram o cumprimento desses dois mandatos de prisão”, explicou o delegado de Luís Gomes, Hércules Freitas.

Segundo o delegado Hércules Freitas, que comanda a investigação do assassinato, o suspeito detido confessou ter participado da morte do comerciante e revelou a identidade do comparsa.

O delegado explicou ainda de que já há uma linha de investigação sobre a motivação do crime, que não pode ser revelada, e que a Polícia Civil investiga também a participação de um mandante no crime.

O crime

José Wagner, de 40 anos, foi morto a tiros na tarde do dia 3 de maio, dentro da própria casa onde também funcionava um bar no município de Luís Gomes. A Polícia Civil informou que a vítima não tinha antecedentes criminais.

O comerciante estava em casa quando dois homens chegaram ao local em uma moto. Imagens de câmeras de segurança instaladas na casa mostram o momento em os suspeitos chegam sem capacete.

De acordo com informações do delegadoHércules Freitas, os criminosos teriam perguntado o nome da vítima, pedido uma cerveja e no momento em que a vítima foi pegar a bebida, um deles atirou várias vezes. A arma utilizada no crime foi um revólver calibre 38. A vítima morreu no local.

Logo após cometerem o crime, os suspeitos fugiram. A ação aconteceu por volta das 15h40 no bairro Sol Nascente, zona urbana do município. De acordo com a Polícia Civil, a esposa e o filho da vítima estavam em casa, em um outro cômodo, e ouviram os disparos.

O delegado disse ainda que os executores possivelmente não sabiam que na casa havia câmeras de segurança. Os familiares ainda afirmaram à polícia que a vítima não relatava ameaças e nem desavenças recentes.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos