12.8 C
Ouro Branco

PF prende dois suspeitos de ameaças a familiares de Moraes

Anúncios

A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta sexta-feira 31 dois suspeitos de ameaçar a família do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Tratam-se do fuzileiro naval Raul Fonseca de Oliveira e de Oliverino de Oliveira Junior. Os dois proferiam ofensas contra familiares do magistrado.

Em nota à imprensa, o gabinete de Moraes informou que a determinação por buscas e apreensões e os decretos de prisão preventiva partiram do próprio ministro.

O documento cita pedido feito pelo procurador-geral da República, Paulo Gonet, que “evidencia com clareza o intuito de, por meio das graves ameaças a familiares do Ministro Alexandre de Moraes, restringir o livre exercício da função judiciária pelo magistrado do Supremo Tribunal Federal à frente das investigações relativas aos atos que culminaram na tentativa de abolição do Estado Democrático de Direito em 8.1.2023”.

Sobre as duas prisões, o comunicado informa que o pedido de Gonet aponta existência de “provas suficientes” e que “a gravidade das ameaças veiculadas, sua natureza violenta e os indícios de que há monitoramento da rotina das vítimas evidenciam, ainda, o perigo concreto de que a permanência dos investigados em liberdade põe em risco a garantia da ordem pública”.

A audiência de custódia dos presos está marcada para hoje às 17h e às 17h30.

Em nota, a Marinha do Brasil (MB) disse que não se manifesta sobre processos investigatórios em curso no âmbito do Poder Judiciário. Acrescentou que a Marinha permanece à disposição da justiça para prestar as informações, no que lhe couber, necessárias ao andamento das investigações.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos