13.9 C
Ouro Branco

Irmã mais velha das crianças resgatadas na Colômbia retirou caçula dos destroços do avião

Anúncios

A mais velha das quatro crianças indígenas que estavam desaparecidas há mais de cinco semanas no sul da Colômbia após um acidente de avião resgatou sua irmã mais nova dos destroços, disse o avô delas nesta segunda-feira (12).

As crianças, com idades entre 1 e 13 anos, sobreviveram ao acidente em 1º de maio e foram encontradas na sexta-feira (9), na província de Caquetá, após semanas de buscas por militares e comunidades indígenas.

A irmã mais velha, Lesly, foi responsável por tirar a mais nova, Cristin, do avião, disse o avô Narciso Mucutuy em vídeos publicados pelo Ministério da Defesa do país.

“Quando ela olhou e viu que sua mãe estava morta, ela viu os pés de sua irmã mais nova onde estavam os três mortos e a puxou para fora”, disse Mucutuy no hospital militar de Bogotá, onde as crianças estão sendo tratadas.

As crianças passaram quatro dias perto dos destroços, disse ele, comendo farinha que estava a bordo antes de se afastarem do local.

Lesly estava exausta quando foram resgatados, acrescentou Mucutuy. As crianças usaram folhas e galhos para se proteger da chuva e passaram um tempo com um dos cães militares de resgate enviados para procurá-los.

O cachorro Wilson continua desaparecido e uma operação para encontrá-lo está em andamento.

As crianças estão se recuperando satisfatoriamente, disse uma agência de bem-estar infantil, e puderam ver alguns membros da família, além de desenhar e conversar.

“As crianças estão bem, estão estáveis ​​e seguindo o tratamento médico”, disse Adriana Velásquez, da agência, em um vídeo publicado no Twitter.

Os agentes de resgate disseram à emissora pública da Colômbia em uma entrevista no domingo que, quando foram encontradas, as crianças os abraçaram e disseram estar com fome.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos