25.1 C
Ouro Branco

Hospital Regional de Currais Novos passa a realizar cirurgia bariátrica

Anúncios

O Hospital Regional Mariano Coelho (HRMC), em Currais Novos passa a realizar cirurgia bariátrica, indicada para tratamento de determinados casos de obesidade. O primeiro procedimento foi realizado nesta segunda-feira (5) por médicos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O projeto-piloto de expansão para o interior atenderá inicialmente pacientes do Seridó, região com um número considerável de pessoas com perfil de obesidade e que conta com um hospital preparado, o Regional de Currais Novos, para realizar os procedimentos. O Seridó tem em torno de 150 pacientes que necessitam desta cirurgia, que até então era realizada somente pelo Hospital Onofre Lopes (HUOL), que continuará concentrando os casos mais complexos.

Diante dos bons resultados e da necessidade de se ampliar a oferta de cirurgias bariátricas, a Sesap elegeu o Mariano Coelho como a unidade mais propícia a dispor do serviço por oferecer as condições ideais de segurança e qualidade para o procedimento.

Segundo o diretor técnico do hospital, o médico Anderson Neves, desde a implantação da residência médica em cirurgia geral no HRMC foi possível o incremento da complexidade das cirurgias, por meio de parceria entre a Sesap e a UFRN. “Passamos a ser uma das poucas unidades de saúde pública do Rio Grande do Norte a realizar cirurgias por videolaparoscopia pelo SUS”, complementa o diretor.

O cirurgião bariátrico Igor Marreiros comemorou o sucesso na ampliação da oferta de cirurgia bariátrica na rede pública do RN. “O procedimento aconteceu com sucesso e sem nenhuma intercorrência, com disponibilidade de todos os equipamentos e materiais necessários à realização de forma adequada”, relatou Marreiros. Ele ressaltou que a meta é crescer o serviço, ofertar para mais pessoas e transformar vidas. “A obesidade é uma doença prevalente e que resulta em outros problemas de saúde associados, por isso a cirurgia pode diminuir doenças e melhorar a qualidade de vida dos pacientes”, completou ele.

Procedimento para a cirurgia bariátrica

O paciente deve inicialmente ser acompanhado na Atenção Primária à Saúde (APS), onde terá oportunidade de experimentar alternativas de tratamento, como a mudança de hábitos alimentares, aliada à atividade física e outras condutas. A Sesap está realizando um projeto de educação permanente para qualificação da linha de cuidado às pessoas com sobrepeso e obesidade.

O paciente que não tem resposta positiva para essas tentativas será encaminhado para tratamento cirúrgico. A equipe que o acompanha irá preencher um formulário onde constará todo o histórico de tratamentos adotados, perfil socioeconômico e de saúde do paciente. Após cumpridos todos os protocolos, o Huol fará uma triagem e, caso o paciente esteja em condições de ser cirurgiado no HRMC, será inserido no sistema Regula Cirurgia. A partir daí ele será preparado pela equipe da APS.

A regulação e o agendamento serão feitos pelo Núcleo Interno de Regulação (NIR) do hospital, que informará a data e todas as orientações sobre os documentos necessários, além de cuidados pré-operatórios. Uma vez realizada a cirurgia, o paciente deverá ficar entre 24 e 48 horas no hospital, e após a alta médica será acompanhado pela equipe multiprofissional do hospital em consultas ambulatoriais, com a participação da APS.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos