19.7 C
Ouro Branco

Grevistas da Embraer suspendem paralisação e convocam nova assembleia

Anúncios

Depois de pouco mais de três horas de greve, os trabalhadores da fábrica da Embraer em São José dos Campos (SP) anunciaram a suspensão temporária da paralisação nesta terça-feira (3/10).

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, a greve teve início às 5h45 e foi suspensa pouco depois das 9 horas.

A entidade alega que a decisão foi tomada por causa da presença ostensiva da Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) no local.

Os trabalhadores “sentiram-se pressionados pela presença da Polícia Militar e de seguranças da empresa, que estavam filmando os grevistas”, diz o sindicato.

Uma nova assembleia foi convocada para esta tarde, às 15 horas. Uma nova paralisação pode ser determinada.

A greve na Embraer

Como noticiado mais cedo pelo Metrópoles, a categoria reivindica aumento de real de salário e renovação do acordo de convenção coletiva.

De acordo com o sindicato, a paralisação das primeiras horas da manhã atingiu toda a produção e envolveu cerca de 5 mil trabalhadores. A Embraer, por sua vez, não confirmou oficialmente o número de trabalhadores que paralisaram as atividades.

A decisão pela greve foi tomada depois de o sindicato rejeitar uma proposta apresentada pela Embraer, dando conta de uma reposição salarial de 4,06%.

A Embraer informou que concedeu reajuste de acordo com uma proposta da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e que as negociações entre a entidade e os sindicatos seguem em andamento.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos