Gestão do aperto: somente após denúncia no MP, prefeito divulga telefones das repartições de saúde


OUÇA A MATÉRIA

Somente após denúncia no MP e pressão da comunidade, o Prefeito de Ouro Branco–RN, Samuel Souto, resolveu divulgar na segunda-feira (25) a agenda telefônica dos serviços de saúde do município

A falta de contato efetivo nas unidades de saúde do município de Ouro Branco vem causando preocupações e críticas desde o início da atual gestão. O vereador Josué Josedec, levantou essa questão em janeiro de 2022, mas apenas em novembro de 2023 que a situação ganhou ainda mais destaque com a denúncia feita através da Notícia de Fato Nº 02.23.2004.0000134/2023-86.

Esta notícia de fato aponta a ausência de números de contato nas unidades de saúde da cidade, algo que o prefeito Samuel Souto vinha negligenciando há 130 dias.

No entanto, a situação tomou um rumo ainda mais preocupante com a recente decisão do prefeito Samuel Souto. Em vez de resolver o problema, ele adotou números de celular como o único meio de contato institucional das repartições públicas.

Até mesmo os contatos antigos, como o da Policlínica (84 98740 0583), foram cancelados, substituídos por números de celular. O problema maior é que nenhum desses números está associado a serviços de mensagem instantânea, como WhatsApp ou Telegram, o que facilitaria e muito a vida da população.

É uma decisão no mínimo insensível com a população, porque a telefonia móvel depende de manutenção da linha através de planos “pré-pago” ou “pós-pago”, ainda assim vinculados a número de CPF, com chip GSM em aparelho particular de servidor público, e compra periódica de créditos para ligações. Sem falar que as operadoras adotam tarifas diferentes para receber ligações de outras operadoras de telefonia.

Ou seja: Samuel Souto quer que os funcionários arquem com os esforços e a população gaste crédito para serem atendidos.

A escolha de Samuel por números de celular como único meio de contato reflete uma gestão que busca soluções superficiais e de curto prazo para problemas crônicos. Essa estratégia demonstra falta de planejamento e preocupação com a eficiência dos serviços públicos, priorizando conveniências momentâneas em detrimento do bem-estar da população.

A manutenção das antigas linhas fixas nas repartições de Ouro Branco sempre foram uma política da gestão da ex-prefeita Fátima Silva. A estratégia permite menores tarifas para os usuários realizarem ligações, utiliza uma infraestrutura já existente de cabos e aparelhos e oferece um aspecto mais formal, com um número de telefone vinculado a uma localidade conhecida e ao CNPJ da Prefeitura.

Os antigos números utilizados pela gestão passada eram 3477-0157 (Policlínica Mãe Paula), 3477-0216 (PSF I) e 3477-0194 (PSF II).

Diante desse cenário, a decisão do Prefeito de substituir os números fixos por celulares levanta preocupações sobre a eficiência e a acessibilidade dos serviços de saúde cada vez mais precários em Ouro Branco. Resta aguardar se haverá uma revisão dessa política diante das críticas e da pressão da comunidade local.

FONTES:

https://ourobranco.rn.gov.br/post/4222/prefeitura-de-ouro-branco-divulga-agenda-telefonica-dos-servicos-de-saude

https://ourobranco.rn.gov.br/post/2560/saude-nota-de-esclarecimento

https://ourobranco.rn.gov.br/post/1821/fichas-para-consultas-noturnas-na-policlinica-mae-paula-tambem-poderao-ser-realizadas-por-telefone

https://consultapublica.mprn.mp.br/procedimento/596715

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading