13.9 C
Ouro Branco

Zenaide e Styvenson estão entre os senadores que mais gastam com divulgação

Anúncios

Os nomes de Zenaide Maia e Styvenson Valentim aparecem em destaque em uma lista que mostra os senadores que mais usaram dinheiro público destinado à divulgação de atividades parlamentares em 2023. “impulsionamento em mídias sociais”. A verba é oriunda de uma cota parlamentar específica para este fim, criada pela Comissão Diretora do Senado em novembro de 2022, e permite aos parlamentares a ampliação do alcance de publicações em redes sociais como Facebook, Instagram e YouTube. Os gastos foram divulgados em reportagem do jornal Valor Econômico.

Os gastos têm um limite mensal a ser utilizado por cada senador, no valor de R$ 3 mil. Desde o início da utilização do nova cota, 42 senadores já usaram algum valor. Além desse recurso específico criado há pouco mais de um ano, os senadores dispõem de outros meios para financiar a divulgação do trabalho parlamentar. Eles têm direito ao ressarcimento de gastos com envio de materiais para divulgar ações através de correspondências enviadas pelo correio, bem como são reembolsados os valores gastos com divulgação durante o exercício do cargo, além ainda de uma cota exclusiva para “divulgação da atividade parlamentar”.

Entre os maiores gastadores do Senado com divulgação das ações parlamentares no exercício do mandato no último ano, aparecem dois dos três senadores do Rio Grande do Norte, sendo que a campeã de gastos é a senadora Zenaide Maia (PSD), que durante todo o ano de 2023 utilizou R$ 394,2 mil, o que dá uma média de R$ 32.850 por mês.

O outro representante do RN entre os maiores gastadores em 2023 foi o senador Styvenson Valentim (PODE), que utilizou R$ 352,2 mil, o que dá uma média de R$ 29.350 gastos mensalmente com divulgação das atividades parlamentares. Entre os parlamentares potiguares aparece o ex-presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (União-AP), que utilizou R$ 361,1 mil, com uma média de gastos mensais de R$ 30.091.

O NOVO entrou em contato com a assessoria da senadora Zenaide Maia, que respondeu que “todos os valores utilizados são recursos legais disponibilizados aos parlamentares pelo Senado Federal e obedecem a critérios estabelecidos pelo próprio Senado, tendo o objetivo de informar a sociedade sobre as ações legislativas e as propostas defendidas pelo meu mandato”.

Já a assessoria do senador Styvenson Valentim ainda não retornou a tentativa de contato. No entanto, em resposta ao Valor Econômico, ele relembrou que não usou a cota parlamentar durante os primeiros quatro anos do mandato, destacando que agora mudou de ideia. “Percebi que apesar de serem muitas as ações do nosso mandato, não eram de conhecimento da população do meu Estado, faltou divulgação para dar transparência efetiva. Como senador comprometido com a lisura e a transparência, decidi utilizar as cotas parlamentares para divulgar detalhadamente cada centavo destinado ao RN”, disse Valentim.

Rogério Marinho

De acordo com a transparência do Senado Federal, o terceiro senador do Rio Grande do Norte, Rogério Marinho (PL), que em 2023 cumpriu seu primeiro ano de mandato, não utilizou cota destinada à divulgação de atividade parlamentar.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos