16.3 C
Ouro Branco

Unidade do CadÚnico de Natal registra longas filas após bloqueio do Bolsa Família

Anúncios

Segundo município, pessoas cadastradas como famílias unipessoais tiveram benefício bloqueado.

Várias pessoas inscritas no programa Bolsa Família formaram longas filas nas unidades de atendimento do Cadastro Único em Natal, na manhã desta sexta-feira (31), após terem o benefício bloqueado.

É o caso do estudante Édipo Felipe, que chegou às 6h da manhã à unidade do bairro Panatis, na Zona Norte de Natal, mas não conseguiu uma das 26 fichas para atendimento que foram distribuídas.

“Eu não esperava, porque não teve nenhum aviso, não teve nada concreto dizendo que a gente ia ser bloqueado. A gente foi pego despreparado e está nesse desespero”, afirmou.

De acordo com ele, pessoas que não estavam na fila pegaram ficha. Mesmo sem conseguir garantia do atendimento, ele decidiu permanecer no local para saber se conseguiria atendimento à tarde.

“Não sei o que fazer, estou esperando para saber se vou ser atendido na parte da tarde. Chegamos às 6h e não sabemos a que horas vamos sair daqui”, relatou.

A dona de casa Maria de Fátima afirmou que tinha procurado atendimento em fevereiro, pensando que o cadastro estava atrasado, porém os atendentes informaram que o novo cadastro dela só seria necessário em 2024. “Ontem fui receber meu dinheiro e estava suspenso. Não recebi”, relatou.

Famílias unipessoais

Segundo Andréia Melo, chefe do CadÚnico em Natal, a fila se formou por causa de um bloqueio antecipado do benefício para famílias unipessoais – aquelas pessoas que moram sozinhas.

“No ano passado houve um ‘boom’ de famílias unipessoais, de pessoas que declaram que moram sozinhas. E o governo federal, para tentar verificar essa situação, resolveu fazer um bloqueio para incentivar as pessoas a virem atualizar e conscientizá-las que é um benefício por família, por casa, e não por pessoa. Mas esse bloqueio agora foi equivocado, já está sendo revertido e as pessoas já estão recebendo. Porém, elas precisam de fato vir atualizar para que não haja um bloqueio futuro, em abril”, afirmou.

De acordo com ela, Natal atualmente tem cerca de 20 mil cadastradas no programa como famílias unipessoais. O município não informou quantos estão com benefício bloqueado.

Ainda de acordo Andréia Melo, as pessoas que já tiveram o benefício desbloqueado podem sacar o auxílio e procurar as unidades unidades do CadÚnico ou um dos 12 centros de referência de assistência social (Cras) para agendar o recadastramento.

Os atendimentos ocorrem das 8h às 17h. Ainda de acordo com ela, é importante levar documentos originais: RG, CPF, carteira de trabalho, título de eleitor, comprovante de residência e certidão de nascimento ou casamento. No caso dos menores de idade, também é necessário apresentar a declaração escolar.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos