Temporal no Rio de Janeiro deixa dois mortos e mais de 300 desabrigados em Angra dos Reis

As fortes chuvas que atingem o Rio de Janeiro desde a noite de sexta-feira, 10, resultaram em duas mortes e mais de 300 desabrigados na cidade de Angra dos Reis, localizada no litoral sul do Estado. Os falecidos são idosos que residiam em um asilo. De acordo com a prefeitura, os danos foram causados pela combinação do alto volume de chuvas e a elevação da maré, o que resultou em inundações no bairro do Bracuí.

Em alguns pontos, a água chegou a atingir três metros de altura. Segundo informações preliminares, a água subiu rapidamente no asilo, impedindo que o casal de idosos se deslocasse para o segundo andar do imóvel. A causa provável das mortes foi afogamento. Outros 25 idosos que estavam no asilo foram levados em segurança para um abrigo. A prefeitura informou que, até o momento, 312 pessoas foram transferidas para dois abrigos na cidade. Equipes estão trabalhando nas ruas com maquinário para realizar a limpeza e desobstrução das vias afetadas.

Angra dos Reis é uma região que apresenta alto risco de desabamentos e possui histórico de desastres causados por chuvas. Em abril de 2022, pelo menos 18 pessoas perderam a vida devido a deslizamentos de terra. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) prevê que as chuvas continuarão nos próximos dias na cidade. A capital fluminense também amanheceu chuvosa neste sábado e está em estágio de atenção desde quinta-feira.

O Inmet emitiu um alerta de temporal para o litoral norte de São Paulo, Vale do Paraíba e todo o Estado do Rio de Janeiro, destacando a condição de perigo, com risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios. Esse alerta é motivo de preocupação, pois a região do litoral paulista foi palco de uma grande tempestade que resultou na morte de 65 pessoas em fevereiro deste ano. O instituto também alerta para chuvas intensas em uma região que abrange o litoral norte do Rio de Janeiro, leste de Minas Gerais e sul do Espírito Santo, com risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading