20.8 C
Ouro Branco

RN registra redução dos índices de mortes no trânsito entre 2019 e 2022, diz Detran

Anúncios

Segundo órgão estadual, quedas registradas ano a ano pelo estado são maiores que as metas estipuladas pelo Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito. Veículos na BR-101 em Natal

O Rio Grande do Norte registrou redução dos índices de mortes no trânsito por 10 mil veículos, entre os anos de 2019 a 2022.

As quedas registradas ano a ano foram maiores que as metas estipuladas pelo Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito do governo federal.

De acordo com dados do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran), a taxa de mortalidade no tráfego por 10 mil veículos no estado caiu de 3,82%, em 2019, para 3,2%, em 2022.

“A redução nos últimos quatro anos se manteve sempre abaixo da meta estipulada para o Rio Grande do Norte”, informou o órgão.

Enquanto a meta era que o estado tivesse um índice de mortes de, no máximo, 4,24% para cada 10 mil veículos em 2019, o Rio Grande do Norte registrou índice de 3,82%.

Em 2020, a meta era de 3,95% e o Detran registrou diminuição do índice local para 3,7%. Em 2021, a meta foi de 3,68% e o RN conseguiu reduzir a 3,61%. Por fim, em 2022 a meta era 3,43%, o RN ficou com 3,2%.

Segundo o diretor-geral do Detran, Jonielson Pereira, o estado vem atuando de maneira integrada para alcançar as estimativas por meio de atividades conjuntas de educação, fiscalização e sinalização viária.

“Nossas campanhas educativas, o trabalho de fiscalização e melhorias na sinalização refletem nesses números positivos que pretendemos melhorar nos próximos anos”, comentou o diretor-geral.

Outro índice estipulado pelo Pnatrans é o de mortes por 100 mil habitantes. Nesse caso, o Rio Grande do Norte também teve uma redução entre os anos de 2019 e 2022, saindo de 14,63% para atuais 13%.

Porém, ainda há um A meta é de, no período de 10 anos, reduzir no mínimo pela metade o índice nacional de mortos no trânsito brasileiro.

A contagem da década de redução foi iniciada em 2018, a partir da entrada em vigor da lei nº 13.614/2018.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos