RN registra aumento de 25% nos casos de dengue nas primeiras semanas de 2024, aponta Sesap

O Rio Grande do Norte registrou um aumento de 25% nos casos de dengue nas três primeiras semanas deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (26) pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), que está preocupada com o avanço da doença.

De acordo com a Sesap, foram 348 casos prováveis de dengue nas três primeiras semanas de 2024, contra 278 do mesmo período de 2023. “Casos prováveis” são aqueles em que o paciente apresenta os sintomas clássicos da doença. Nem todos são confirmados porque nem sempre há possibilidade de fazer exame laboratorial.

Até agora, nenhuma morte em decorrência da doença foi registrada.

Em dezembro passado, a Sesap emitiu um alerta aos municípios, com base nas informações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde, para a possibilidade de uma epidemia de dengue no Estado.

“Estamos visitando os municípios com indicativo mais grave, fazendo um trabalho conjunto para buscar as estratégias corretas de enfrentamento ao mosquito. E essa campanha até o início de fevereiro vem justamente para reforçar o alerta aos potiguares de que cuidem de suas casas cada vez mais, evitem acúmulo de lixo e entulhos e receba o agente de saúde. Nós sabemos o que é necessário, agora é só fazer a prevenção”, afirma Diana Rêgo, coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap.

Fim do ano teve aumento de 64% no número de casos

Ainda segundo a Sesap, o número de casos prováveis de dengue foi 64,4% maior no fim de 2023 que o registrado no mesmo período do ano anterior. Foram levados em conta os registros as últimas seis semanas do ano.

No total, na reta final de 2023, foram 727 casos prováveis contabilizados, em relação aos 442 registrados no mesmo período em 2022.

Ao longo de todo o ano de 2022, foram mais de 12 mil casos confirmados e 21 óbitos causados pela dengue.

Vacina começa a ser aplicada em fevereiro

Na quinta-feira (25), o Ministério da Saúde divulgou que a vacina contra a dengue, devido à pouca disponibilidade de doses da empresa produtora, neste momento será exclusiva para a faixa etária entre 10 e 14 anos, que é a mais atingida por casos que necessitam de internação.

Dos 167 municípios potiguares, 19 receberão o imunizante neste momento, com expectativa de que chegue ao Estado em meados de fevereiro. O Ministério da Saúde, porém, não divulgou o quantitativo de doses que será destinado. A Sesap já está montando o esquema de distribuição das vacinas, para funcionar tão logo o lote seja entregue.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading