15.8 C
Ouro Branco

“Não penso mais em ”, afirma Lula sobre próximo procurador-geral da República

Anúncios

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sinalizou na última quinta-feira (2) que poderá indicar um procurador-geral da República diferente dos escolhidos pela categoria.

O mandato de Augusto Aras à frente da Procuradoria-Geral da República (PGR) acaba em setembro. Caberá a Lula indicar um substituto. A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) elabora uma lista com os 3 nomes favoritos da categoria.

Nos governos do PT, a praxe era escolher o mais votado. Já Michel Temer (MDB) escolheu Raquel Dodge, que foi a 2ª mais votada pelos procuradores em 2017. Aras, escolhido por Jair Bolsonaro (PL), não estava na lista tríplice.

Lista tríplice para escolher o novo procurador-geral

“Eu não penso mais em lista tríplice. Não penso mais. Esse não é mais o critério que eu pensava. Quando eu vim para a Presidência, eu trouxe a minha experiência do sindicato. Então tudo para mim era lista tríplice”, declarou o presidente.

“Já está provado que nem sempre a lista tríplice resolve o problema. Então eu vou ser mais criterioso para escolher o próximo procurador-geral da República”, completou.

Segundo Lula, o critério para a escolha do chefe do MPF (Ministério Público Federal) será “pessoal” e envolverá “muita meditação”.

“Vou conversar com muita gente. Só espero escolher, com a graça de Deus, um cidadão que seja decente, digno, de muito caráter e que esse cidadão seja respeitado pelos bons serviços prestados ao país”, disse o presidente.

Lula deu a declaração em entrevista ao jornalista Reinaldo Azevedo, da Rádio BandNews FM, na manhã da quinta-feira (2) –o material foi gravado e exibido no final da tarde.

98FM

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos