23 C
Ouro Branco

Prates Estabelece Cultura de Confiança e Colaboração com TCU e BNDES

Anúncios

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, se comprometeu em reunião nessa segunda-feira 6, com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Bruno Dantas, e o vice-presidente do TCU, ministro Vital do Rêgo a levar de forma antecipada os assuntos relevantes da Petrobras ao órgão, com objetivo de dirimir dúvidas e criar uma cultura de confiança e colaboração entre as instituições.

Também participaram do encontro o Advogado Geral da União, Jorge Messias, e o ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira. “Estamos desde já construindo um canal direto com Tribunal de Contas da União, visando uma gestão transparente e adotando uma postura proativa perante o TCU”, disse Prates em nota.

O Tribunal de Contas da União é responsável pela fiscalização de órgãos e entidades públicas em aspectos contábeis, financeiros, orçamentários, entre outros. Como sociedade de economia mista, a Petrobras é regularmente fiscalizada pelo órgão. Além do TCU, diversas outras instituições como a Controladoria Geral da União (CGU), a Comissão de Valores Imobiliários (CVM) e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) constituem o sistema de controle e fiscalização a qual a companhia está submetida.

Outra agenda de Jean Paul Prates

Prates também participou na segunda-feira da posse do novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, na qual evitou falar com a imprensa por estar em período de silêncio. O relatório de produção da companhia sai nesta quinta-feira, 8, e o resultado financeiro da Petrobras será divulgado no dia 1º de março. (*Denise Luna – Estadão Conteúdo)

Na última sexta-feira 3, o presidente da estatal esteve no Rio Grande do Norte e anunciou que ela permanecerá no Rio Grande do Norte. Ele ainda informou a suspensão do processo de transferência de funcionários da empresa que atuam no Estado.

Com a decisão, cerca de 300 trabalhadores que estavam prestes a serem transferidos para outras localidades, por ordem da direção anterior da estatal, vão permanecer em solo potiguar. Jean destacou a futura criação de uma diretoria da empresa voltada para a exploração de energias renováveis – especialmente a energia eólica no mar, o chamado offshore eólico.

“Nós vamos fortemente para o offshore eólico e vamos ser os líderes no Brasil. E o melhor é agora: a sede disso vai ser nessa cidade. A sede de todo o offshore eólico da Petrobras vai ser aqui no Rio Grande do Norte. Quem quiser vir conversar sobre eólica, terá de vir a Natal”, destacou Jean Paul.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos