18 C
Ouro Branco

Pequenos negócios são responsáveis por 80% da geração de empregos com carteira no RN em 2023

Anúncios

De cada cinco trabalhadores que conseguiram uma vaga no mercado de trabalho formal no Rio Grande do Norte no ano passado, quatro foram contratados por uma micro e pequena empresa. As informações estão no Mapa do Emprego do RN, publicação elaborada pelo Sebrae no Rio Grande do Norte, com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de dezembro.

Segundo o levantamento, os pequenos negócios foram responsáveis por 80% de todos os 22.630 novos postos de trabalho abertos no estado ao longo de 2023 e contribuíram decisivamente para que o saldo de empregos fechasse 2023 com um aumento de 7,79% em comparação com o registrado no ano anterior, quando foram criadas 20.994 novas vagas no total.

Entre as atividades, o setor de serviços foi o maior gerador de oportunidades para quem estava em busca de inserção no sistema de contratação com carteira assinada.

A prestação de serviços chegou a criar 11.434 empregos formais no ano passado, com destaque para as atividades de teleatendimento. O setor industrial foi o segundo a abrir mais oportunidades em 2023, com 4.349 novas vagas geradas. Sobretudo na área de redes de esgoto, sem incluir a gestão dessas redes. Já a construção civil teve um saldo de 3.824 empregos gerados. Apenas a construção de edifícios chegou a empregar 2.356 trabalhadores a mais nessa atividade.

Tradicionalmente liderando o ranking de abertura de postos de trabalho no RN, o comércio não obteve desempenho de anos anteriores e encerrou 2023 com um saldo de 1.812 vagas – incrementado sobretudo pelas contratações realizadas pelo varejo de mercadorias em geral, com predominância do segmento supermercadista, que contabilizou 672 novos empregos criados. Já no setor agropecuário o saldo foi de 1.211 vagas, impulsionadas pela cultura do melão.

Distribuição das vagas

O Mapa do Emprego revela as regiões por as vagas criadas no ano passado foram distribuídas, levando em consideração os cinco municípios que mais abriram ou fecharam postos de trabalho. A capital do Oeste foi a cidade onde foi aberto o maior volume de novos empregos. Ao todo, foram criadas 6.923 vagas em 12 meses em Mossoró, enquanto Natal abriu outras 5. 241. Situados na Região Metropolitana, os municípios de Parnamirim e São Gonçalo do Amarante ficaram na terceira e quarta posições pela abertura de 2.041 e 1.337 postos de trabalho respectivamente. Assú completa a lista com 1.074 empregos gerados.

Na ponta contrária, o saldo de vagas encerradas foi maior em Alto do Rodrigues, onde 589 vagas foram fechadas no ano passado. A cidade de Riachuelo entrou na relação das estatísticas negativas, com a segunda maior perda: 528 vagas. Em Areia Branca, Lagoa Nova e Serra do Mel, as baixas foram de 315, 270 e 222 vagas perdidas respectivamente ao longo de 2023.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos