“Modern Warfare 2”: Jogadores reclamam de banimentos sem razões aparentes

De problemas com softwares instalados a meras partidas no modo campanha, Activision estaria excluindo sem critério

Lançado há pouco, “Call of Duty: Modern Warfare 2” já causa problemas com seus jogadores.

Um gamer disse que foi “injustamente banido” do game e levou suas queixas diretamente à Activision, em Austin, Texas, nos EUA.

Ele teria sido recusado pelo pessoal de segurança e retransmitido sua história em um post agora excluído no subreddit r/activision, dizendo que simplesmente queria falar com alguém cara a cara, já que não estava tendo sorte pelo telefone.

A Activision não respondeu imediatamente a pedido de resposta da CNET. Vários desenvolvedores de jogos, no entanto, criticaram a atitude do jogador, dizendo que se preocupam com os jogadores insatisfeitos aparecendo em seus escritórios pessoalmente. Mas a postagem do jogador também trouxe à tona um problema que alguns jogadores de “Modern Warfare 2” dizem estar enfrentando.

Uma olhada no subreddit r/activision mostra jogadores procurando por razões pelas quais foram banidos de “Modern Warfare 2”, principalmente aqueles que jogam o jogo no PC.

Alguns dizem que foram banidos por jogar a campanha single-player, outros dizem que foram banidos depois de jogar a versão beta do jogo em setembro, enquanto outros dizem que foram penalizados por ter software relacionado a hardware em seu computador.

Há também tópicos de indivíduos que dizem que tentaram apelar de sua proibição apenas para ter o recurso negado automaticamente. Outros que dizem que tiveram suas contas restauradas se viram banidos novamente pouco tempo depois.

A Insider Gaming informou na segunda-feira (31) sobre algumas das combinações de hardware e software que podem estar causando as proibições ao acionar o sistema anti-fraude Richochet para jogos “Call of Duty”.

Isso incluiu o Logitech G Hub, iCue da Corsair, Razer Synapse 3 e o Afterburner da MSI. Esses programas permitem que os jogadores alterem várias configurações de hardware em seu PC ou a iluminação colorida em seu teclado e mouse, mas nenhum é usado para trapacear em um jogo.

Existe um Código de Conduta para o “Call of Duty” focado principalmente em banir trapaceiros e aqueles que intimidam ou assediam outros jogadores. Um dos desenvolvedores do game, Infinity Ward, criou quadro público no app Trello para problemas relacionados ao “Modern Warfare 2”, mas proibições falsas não estão listadas.

A Infinity Ward também não respondeu imediatamente a um pedido de resposta.

Com informações de CNET

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading