16.3 C
Ouro Branco

Lutador é preso nos EUA acusado de matar a ex com 17 facadas

Anúncios

O lutador de MMA Dwayne Herelle Jr foi preso nos Estados Unidos após ser acusado de assassinar a ex-namorada Irene Torres com 17 facadas e esconder o corpo dela em um armário.

Segundo a irmã da vítima, Reyna Douglas, o suspeito teria esperado Irene retornar do trabalho e, no quintal da casa dela, a teria esfaqueado. Câmeras de segurança do local teriam gravado parte da movimentação do lutador.

Segundo a polícia informou ao New York Post, o casal teria tido uma discursão antes do crime. Após esfaquear a ex-namorada, Herelle teria colocado o corpo da vítima no porta-malas do carro e foi para casa, onde a colocou em uma caixa e escondeu no armário. O lutador só confessou o crime após o pai de Irene confrontá-lo.

Depoimento da irmã do Lutador

A irmã da jovem usou a rede social GoFundMe para contar que, antes de Irene terminar o relacionamento, a vítima vivia em uma relação abusiva com o lutador.

“Enquanto a maioria dos jovens de 24 anos está planejando suas carreiras e está otimista sobre o mundo, Irene passou alguns dos últimos meses de sua jovem vida sendo abusada, degradada, aterrorizada e com medo. Irene mostrou imensa bravura ao deixar seu relacionamento abusivo e estava muito feliz em começar sua nova vida com o apoio de sua família”, escreveu Reyna, na plataforma.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos