16.3 C
Ouro Branco

Justiça bloqueia contas de Antonio Ais, Fabrícia e da Braiscompany

Anúncios

A Justiça da Paraíba determinou o bloqueio das contas bancárias e aplicações financeiras da Braiscompany, assim como o sequestro de bens em nome dos demandados na ação, Antonio Inácio Silva Neto e Fabrícia Faria Camos. Na ação contra a empresa que tramita de forma sigilosa, o Ministério Público da Paraíba pede o bloqueio do valor de R$ 45 milhões.

Justiça bloqueia contas de Antonio Ais

A Justiça também ordenou restrições judiciais sobre veículos do casal e da empresa sediada em Campina Grande. A decisão ainda estabeleceu prazo de 15 dias para réus se apresentarem à Justiça paraibana.

No processo, o MPPB cita que a Braiscompany fracassou, “como muitas outras que emergiram das profundezas do mercado de capitais nos últimos anos, foi envolvida em escândalos policialescos por possível prática do pichardismo, ou, na expressão mais comum, de pirâmide financeira”.

A atuação do Ministério Público da Paraíba é na área cível, e consiste em descortinar o funcionamento dessa empresa, que possui um modelo de negócios turvo envolvendo criptomoedas, bem como a reparação dos eventuais danos causados aos consumidores investidores e aos interesses coletivos. Continuaremos investigando e tomando as medidas judiciais que se mostrarem necessárias no decorrer do processo”

, afirmou Romualdo Dias.

Na Justiça Federal

A Operação Halving da Polícia Federal divulgou, nesta sexta-feira (17), os bens apreendidos durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, em João Pessoa, Campina Grande e São Paulo.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos