18.5 C
Ouro Branco

Explosão destrói barragem de Nova Kakhovka, no sul da Ucrânia; moradores são evacuados

Anúncios

Uma grande barragem localizada em uma parte controlada pela Rússia no sul da Ucrânia foi explodida por forças russas, de acordo com militares da Ucrânia.

“O exército russo cometeu outro ato de terror”, disse Oleksandr Prokudin, chefe da administração militar da região de Kherson, nomeado pela Ucrânia, em um vídeo no Telegram.

“Ele explodiu a Usina Hidrelétrica de Kakhovka. A água atingirá um nível crítico em cinco horas. A evacuação na área de perigo já começou.”

“Todos os serviços estão funcionando”, acrescentou Prokudin, exortando os moradores ao longo da margem leste do rio Dnipro a “deixarem áreas perigosas imediatamente”.

Um vídeo de drone surgiu na segunda-feira (5) mostrando um dilúvio de água jorrando de uma brecha considerável na barragem.

O Comando Operacional Sul da Ucrânia confirmou nesta terça-feira (6) a destruição da barragem em um post em seu Facebook oficial, dizendo que estavam avaliando a escala da destruição e calculando as prováveis ​​áreas de inundação.

Um alto funcionário instalado pela Rússia no sul da Ucrânia ocupada, o prefeito Vladimir Leontiev, reconheceu nesta terça-feira que ataques noturnos destruíram partes da barragem de Nova Kakhovka – revertendo seus comentários anteriores de que nenhum dano foi causado.

Leontiev disse que o ataque à barragem foi “um ataque terrorista sério”, informou a mídia estatal russa TASS.

“Por volta das 2 da manhã, houve uma série de ataques repetidos na UHE Kakhovka [usina hidrelétrica], que destruíram as ‘honras’ [válvulas de gaveta], como são chamadas na linguagem comum. Como resultado, a água do reservatório de Kakhovka começou a ser derramado rio abaixo incontrolavelmente”, disse Leontiev, de acordo com a TASS.

Mais cedo na terça-feira, Leontiev negou que a represa tivesse desabado em uma entrevista à agência de notícias estatal russa RIA Novosti, chamando isso de “absurdo”.

Os militares da Ucrânia acusaram a Rússia de explodir a barragem.

Evacuação de civis

A polícia e equipes de emergência estão em alerta para evacuar civis de possíveis zonas de inundação enquanto a água jorra da barragem, segundo o Ministério de Assuntos Internos da Ucrânia em um comunicado nesta terça-feira.

Com o nível da água subindo, o ministério pediu a todos na “zona de perigo” que desliguem todos os aparelhos elétricos, levem documentos e itens essenciais e cuidem de “entes queridos e animais de estimação”.

De acordo com o ministério, a “zona de perigo” inclui as aldeias de Mykolaivka, Olhivka, Liovo, Tiahynka, Poniativka, Ivanivka, Tokarivka, Poniativka, Prydniprovske, Sadove e o distrito da Ilha Korabel da cidade de Kherson.

“Confie na polícia, nas equipes de resgate e em nossos defensores”, disse o ministério em seu comunicado. “O inimigo está tentando espalhar desinformação, para se absolver da responsabilidade por outro crime.”

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, realizará uma reunião de emergência do Conselho Nacional de Segurança e Defesa após a destruição da barragem de Nova Kakhovka, disse o secretário do conselho, Oleksii Danilov, na terça-feira.

“Ecocídio”

Um alto funcionário ucraniano chamou a destruição da barragem de Nova Kakhovka de “ecocídio” em um comunicado na manhã desta terça.

“Os russos serão responsáveis ​​pela possível privação de água potável para as pessoas no sul da região de Kherson e na Crimeia, a possível destruição de alguns assentamentos e da biosfera”, disse Andriy Yermak, chefe do gabinete do presidente ucraniano, no Telegram. .

“Isso é ecocídio”, acrescentou. “A segurança das pessoas é uma prioridade hoje. Devemos garantir que o inimigo seja punido em nível internacional.”

Espera-se que os níveis de água da barragem destruída de Nova Kakhovka atinjam níveis “criticamente altos” por volta das 11h00 (horário local), disse Oleksandr Samoylenko, chefe do conselho regional de Kherson, em rede nacional de televisão.

“A água está subindo. Vemos inundações parciais de assentamentos. De fato, o fluxo do rio aumentou”, disse Samoylenko.

A cidade de Kherson será particularmente afetada, segundo Samoylenko, observando que algumas partes nas terras baixas dos rios Dnipro e Inhulets também serão afetadas.

Samoylenko acrescentou que os hospitais estão em alerta e qualquer pessoa que precise ser evacuada estará.

A usina hidrelétrica

A barragem e a usina hidrelétrica de Nova Kakhovka foram “totalmente destruídas como resultado da explosão da casa de máquinas por dentro”, disse a principal empresa de geração hidrelétrica da Ucrânia, Ukrhydroenergo, nesta terça-feira.

A Ukrhydroenergo disse que a usina “não pode ser restaurada” e afirmou que “as forças russas explodiram” a barragem durante a noite.

As autoridades estão correndo para evacuar os moradores das zonas de inundação e avaliar o nível de danos.

Os níveis de água estão baixando rapidamente e o reservatório deve ser drenado nos próximos quatro dias, disse a empresa.

Impacto na usina nuclear: Ukrhydroenergo também disse em um comunicado que “o declínio descontrolado no nível do reservatório é uma ameaça adicional à Zaporizhzhia temporariamente ocupada [usina nuclear]”.

A usina nuclear, a maior da Europa, é mantida por forças russas, mas operada principalmente por uma força de trabalho ucraniana.

O comunicado disse que a usina usa água do reservatório para condensadores de turbina e sistemas de segurança, com a lagoa de resfriamento “agora cheia”. A equipe ucraniana da usina “está monitorando todos os indicadores”, afirmou.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos