‘É um genocídio’, diz Lula sobre morte de crianças palestinas

O presidente  Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta quarta-feira (25) que o conflito entre Israel e o grupo armado palestino “não é uma guerra, é um genocídio”, em referência às crianças mortas na Faixa de Gaza . 

Subiu para 6.546 o número de mortos no enclave, segundo dados divulgados nesta quarta pelo Ministério da Saúde local. De acordo com o boletim, pelo menos 2.704 são menores de idade.

Publicidade

“É muito grave o que está acontecendo do Oriente Médio, não se trata de discutir quem está certo e errado, quem deu o primeiro tiro, quem deu o segundo, o problema é que não é uma guerra, é um genocídio que já matou quase 2 mil crianças que não tem nada a ver com essa guerra”, afirmou Lula durante evento no Palácio do Planalto.

Ele condenou o ataque do Hamas, que chamou de “terrorista”, mas também ressaltou que a invasão não justifica “Israel matar milhões de inocentes”.

Na terça (24), Lula já havia criticado a contra-ofensiva israelense durante a live “conversa com o presidente”: “Não é porque o Hamas cometeu um ato terrorista contra Israel, que Israel tem que matar milhões de inocentes. Não é possível que as pessoas não tenham sensibilidade”.

Lula também afirmou no evento de hoje que conversará nesta tarde com o Emir do Catar para tratar da retirada de brasileiros da Faixa de Gaza.

“Eu tenho um telefonema com o emir do Catar para tentar ver se encontro alguém capaz de conversar com alguém para ver se a gente consegue liberar, primeiro os brasileiros que estão retidos na Faixa de Gaza a poucos quilômetros da fronteira com o Egito, que estão querendo voltar para o Brasil e que até agora não foi permitido a eles o direito de voltar.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading