13.9 C
Ouro Branco

Crianças em situação de vulnerabilidade recebem formação em dança

Anúncios

Crianças em situação de vulnerabilidade atendidas pelo Instituto Dom Bosco receberão formação de excelência em dança, a partir de um projeto com a Cisne Negro Cia de Dança. O objetivo da iniciativa é preencher 70 vagas do programa como parte das celebrações de sete décadas de companhia.

Crianças recebem formação em dança

Todas as crianças entre 7 e 13 anos assistidas pela organização participaram de uma audição para o programa, que é patrocinado pela Pfizer. Os 70 alunos serão distribuídos em quatro turmas e receberão, além da formação, uniformes e acessórios para a prática da dança. O projeto também se responsabiliza pela infraestrutura necessária para o ambiente, equipando o local com espelhos, barras e piso especial. Os alunos ainda participarão do elenco de Cinderella, montagem do clássico que a Cisne Negro levará para o Instituto Tomie Ohtake em outubro. As aulas têm previsão de início para março.

“Ser referência na democratização e acesso às artes faz parte da missão da Cisne Negro. Por isso, estamos comprometidos com a colaboração e implementação de projetos socioculturais que possam ajudar a promover uma sociedade mais inclusiva, como é o caso do Núcleo Social projetado para o Instituto Dom Bosco. Acreditamos que a cultura é uma ferramenta importante de transformação social e estamos felizes em encontrar um parceiro com a Pfizer para apostar no futuro dessas crianças junto com a gente”, afirma a diretora artística e coreógrafa da Cisne Negro Cia de DançaDany Bittencourt.

As aulas fazem parte do projeto viabilizado por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Pfizer e realização da Cisne Negro Cia de Dança, Ministério da Cultura e Governo Federal. A iniciativa contribui para o ODS 4 da Agenda 2030 da ONU, meta que promove a educação de qualidade e acesso à cultura e arte.

Localizado no Bom Retiro, região central de São Paulo, o Instituto Dom Bosco atende crianças e adolescentes em situação de risco ou vulnerabilidade, com foco em famílias beneficiárias de programas de transferência de renda ou que tenham sido reconduzidos ao convívio familiar após medida protetiva de acolhimento.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos