Bolsonaro participará de motociata e comício na zona Oeste de Natal na quarta-feira

O coordenador da campanha de Jair Bolsonaro no Estado, coronel Hélio Oliveira informou que o presidente passa inicialmente por João Pessoa (PB), na manhã do dia 14, e entre 13h30 e 14 h desse mesmo dia, será recebido por candidatos majoritários e proporcionais do PL e de partidos aliados no antigo aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim, de onde sai em “motociata” até à Cidade da Esperança.

Segundo Hélio Oliveira, o presidente Bolsonaro vem a Natal também a convite do ex-ministro Rogério Marinho (PL) participar de sua campanha a senador da República. “A concentração da ‘motociata’ ocorrerá no posto Dudu (BR-101) e de lá segue para a praça Gentil Ferreira, no Alecrim, e de lá segue para a Cidade da Esperança”, antecipou.

Oliveira estima a participação de pelo menos 10 mil pessoas no comício previsto para começar às 16 horas, na Cidade da Esperança. Por questão de segurança, ele disse que não podia adiantar mais detalhes sobre a organização do evento político de Jair Bolsonaro em Natal.

A equipe de assessores da campanha do presidente, inclusive de segurança, já deve chegar em Natal na segunda-feira (12), a fim de acertar detalhes da agenda de Bolsonaro em Natal.

Além do candidato a senador Rogério Marinho, devem participar dos atos políticos os candidatos a governador governador Fábio Dantas (Solidariedade) e a vice-governador Ivan Lopes Júnior (União) e candidatos a suplentes de senador e a deputado, federal e estadual, da coligação “Muda RN” integrada pelos partidos Solidariedade/União Brasil/PL/PP/ PSD/ PSC).

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, também deverá participar da agenda de Bolsonaro em Natal, vez que no dia seguinte, preside um seminário sobre o 5G, no Hotel Holiday In, em Natal.

Como presidente da República, esta é a segunda vez que o Rio Grande do Norte recebe o chefe da Nação, que nas seis vezes anteriores cumpriu agenda administrativa, por exemplo, em Natal, Parnamirim e Jardim de Piranhas, entregando obras nas áreas de moradia popular, mobilidade urbana e recursos hídricos.

Já no começo da semana, Jair Bolsonaro usou as redes sociais, na internet, reafirmou seu compromisso de investir na região Nordeste, depois de concluir os eixos principais da transposição de águas do rio São Francisco, retomando as obras dos ramais que estavam abandonados, como o eixo da Chapada do Apodi, no Rio Grande do Norte e construção das adutoras na região do Seridó, cuja ordem de serviço foi assinada em Caicó, na segunda-feira (05), pelo ministro Daniel Ferreira.

O complexo de adutoras será composto por dez trechos, divididos em dois eixos e vai beneficiar 300 mil pessoas em 22 municípios, com investimentos de R$ 600 milhões.

O primeiro trecho prevê a construção de 113 quilômetros de rede de distribuição de água, onde serão investidos R$ 294 milhões, s a fim de atender 165 mil habitantes de Acari, Bodó, Caicó, Cerro Corá, Cruzeta, Currais Novos, Florânia, Jucurutu, Lagoa Nova e São Vicente.

Bolsonaro publicou um vídeo de 49 segundos, que mostra a barragem de Jati, no Ceará, uma das várias entregas de obras estruturantes que o Governo Federal tem feito por todo o Brasil. O vídeo destaca a importância da água para o sustendo dos produtores rurais e o desenvolvimento da região Nordeste.

“Em 2018, a barragem de Jati- CE não recebia nenhuma gota de água do São Francisco. Agora ela armazena 28 bilhões de litros, alcançando os mais necessitados, além de impulsionar a economia regional com geração de empregos diretos e indiretos”, exaltava o presidente.

Ontem, o candidato à reeleição, presidente Jair Bolsonaro (PL), passou a garantir o pagamento de R$ 800 no Auxílio Brasil. Na propaganda eleitoral que foi ao ar na TV nesta quinta-feira, 8, a campanha do presidente falou em conceder um adicional de R$ 200 para os beneficiários do programa que conseguirem um novo emprego.

Atualmente, o valor mensal do benefício está em R$ 600, mas o projeto de Orçamento para 2023 enviado pelo próprio governo ao Congresso Nacional só prevê recursos para um montante médio de R$ 405 no ano que vem.

“Os mais de 20 milhões de brasileiros que recebem Auxílio Brasil de, no mínimo, R$ 600 agora receberão mais R$ 200 se começarem a trabalhar. Vai ser R$ 800, mais o salário do trabalho”, diz a peça publicitária da campanha de Jair Bolsonaro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Descubra mais sobre Portal Ouro Branco Notícias

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading