23 C
Ouro Branco

Após elogios, Valdemar diz que Lula não chega aos pés do que o Bolsonaro representa

Anúncios

Após atrito com Jair Bolsonaro por conta dos elogios feitos ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, disse que o petista não chega “aos pés do que Bolsonaro representa”. Segundo ele, o partido escolheu o ex-presidente e “isso é irreversível”.

As declarações aparecem em um vídeo publicado nas redes sociais na tentativa de acalmar os ânimos da militância bolsonarista e do próprio Bolsonaro.

Logo após o elogio do dirigente do PL a Lula viralizar, o ex-presidente reagiu. Sem citar diretamente Valdemar, Bolsonaro chegou a dizer que “declarações absurdas” podem “implodir o partido (PL).”

Desde então, apoiadores do ex-presidente tem colocado em dúvida a fidelidade de Valdemar e lembrando que ele é um antigo aliado de Lula.

“Nessa última semana, teve um monte de comentários me associando ao Lula e eu vou explicar e deixar claro que o PL escolheu o presidente Bolsonaro. E isso é irreversível. Mas o que me deixa mais feliz foi o fato do presidente Bolsonaro ter me escolhido também, porque isso mudou a vida do PL”, disse Valdemar.

O dirigente justificou que antes de Bolsonaro a política era diferente e não existia movimento político à direita.

“Graças ao Bolsonaro e ao que ele representa, tudo mudou. A direita e o conservadorismo fizeram sentido para muita gente, inclusive para mim e para o PL”, disse.

Valdemar, para explicar sua antiga aliança com Lula, segue o vídeo dizendo que a “velha política” permitiu que esquerda e direita se unissem no passado.

Ele citou como exemplo o apoio do ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf (PP), ao hoje ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), nas eleições de 2012.

Valdemar também lembrou que o atual presidente do Cidadania, Roberto Freire, se aliou a candidaturas de centro-direita, mesmo sendo, nas palavras de Valdemar, “comunista histórico”.

Por fim, Valdemar cita a aliança do PL com o PT nas eleições de 2002, quando o liberal José Alencar foi vice de Lula para “contrapor o governo” do então presidente Fernando Henrique Cardoso.

O presidente do PL diz que a partir de Bolsonaro o conservadorismo ganhou espaço. “O PL entendeu isso e se posicionou imediatamente para a direita, porque esses são nossos valores”, disse.

“Me criticaram porque eu disse que o atual mandatário era popular no passado, mas não chega aos pés do que Bolsonaro representa”, complementou

Por fim, Valdemar disse ainda que no passado os partidos se aliavam por poder, mas, hoje, se unem por propósito. “E o meu propósito é defender os valores que Bolsonaro despertou em todos nós”, conclui.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos