12.2 C
Ouro Branco

Gleisi Hoffmann diz que vai acionar a PF após confusão no aeroporto

Anúncios

A presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), deputada Gleisi Hoffmann (PR), disse que vai acionar a Polícia Federal contra o pré-candidato a vereador em Natal Matheus Faustino. Os dois se envolveram em uma confusão na tarde da sexta-feira (15) no saguão do Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante.

O pré-candidato, que é associado ao MBL, gravava um vídeo para questionar a deputada federal sobre o aumento nos casos de feminicídios no Brasil, quando começou um bate-boca entre os dois. Após tentar constranger a Hoffmann, o deputado Fernando Mineiro (PT/RN), que estava acompanhando a chegada de Hoffmann, dá um tapa no celular do interlocutor e inicia uma briga com uma pessoa que acompanhava Matheus Faustino.

“Agradeço a solidariedade que recebi em razão do ocorrido no aeroporto no Rio Grande do Norte. Quem tentou me intimidar é denunciado por vários crimes e responde a inquéritos. Serve a turma bolsonarista. Já acionamos a Polícia Federal e e estamos tomando as medidas judiciais. Terá de responder por seus crimes”, disse a deputada, em vídeo gravado nas redes sociais.

Hoffmann caracterizou Faustino como parte de um grupo bolsonarista que utiliza métodos “intimidatórios e constrangedores”. Ela ressaltou que a polícia federal já foi acionada devido ao ambiente de segurança federal no aeroporto e que medidas judiciais estão sendo tomadas contra o agressor.

Por sua vez, o Matheus Faustino prestou queixa contra a presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, e o deputado federal Fernando Mineiro (PT) por agressão. O boletim de ocorrência foi registrado após o confusão no saguão do aerporto.

A exemplo de outros associados ao MBL, como o ex-deputado Athur do Val, conhecido como “Mamãe falei”, Matheus Faustino grava vídeos tentando constranger adversários políticos. Em seu instagram ele se declara “Oposição ao PT no Nordeste”.

No caso de Gleisi Hoffmann, a tentativa de constrangê-la consistia em apresentar números referentes a feminicídios no Brasil e questionar o porquê dela não criticar isso durante a gestão do presidente Lula.

A deputada federal não respondeu às perguntas e tratou o pré-candidato como “bolsonarista”. Mas acabou dando um tapa no celular que estava sendo segurado por Matheus Faustino, quando ele citou o atual companheiro dela, o deputado federal Lindberg Farias e seu envolvimento na Lava Jato.

Na sequencia, as imagens mostram Fernando Mineiro partindo para cima de uma pessoa que aparentemente estava com o pré-candidato a vereador.

Há ainda uma outra imagem na qual Mineiro tenta acertar o celular de uma outra pessoa que também estaria com Matheus Faustino. Em dado momento, o deputado federal afirma que “fascista eu quebro no pau”.

Mais artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos artigos